Amor e Sexualidade

Qual sua concepção sobre sexo? Quando pensamos em sexo, qual a primeira coisa que vem na nossa cabeça? Seria apenas a imagem da fricção entre dois corpos e dois genitais? Alguns beijos e uma brincadeira erótica com o objetivo de poucos segundos de um ápice ou de uma liberação orgástica? Apenas mais uma forma de aliviar toda a tensão acumulada no dia a dia? Também há quem diga que o sexo é uma das experiências mais incríveis, intimas e profundas que seres humanos podem vivenciar! Uma experiência de fusão com algo que está além do eu, um acesso imediato à transpessoalidade!
terapia-de-casal-psicologia-online-jornada-terapêutica

A sexualidade é o vínculo entre amantes.

O relacionamento de casal se destaca das outras relações, pois ali há sexo! Esse encontro é diferente de todos os outros encontros que temos. É exatamente por isso que a sexualidade de um casal é algo para ser cuidada, para ser tocada com carinho, profundidade, conhecimento, nutrição e desenvolvimento, especialmente para casais que querem construir uma história de vida juntos.

E falar de sexo também é falar de amor, de amor humano, de amor expresso pelo corpo…

O amor que é experenciado por um casal, é o encontro de dois corpos, onde decantam a história de incontáveis gerações de encontros que foram necessários, entre outros corpos que os antecederam, para que o encontro presente exista.

E o amor, desde que o mundo é mundo, segue sendo coisa de seres humanos, ou seja, de gente imperfeita, e as imperfeições humanas seguem sendo os terrenos mais férteis para que o amor floresça.

Afinal, a busca de todo ser humano é sempre por amor, por mais desembestada que essa busca possa se tornar, muitas vezes até destrutiva, sempre há, no pano de fundo, a busca pelo amor, ou a dor causada pela falta de amor.

A decisão madura de um casal que escolhe amadurecer juntos a sua sexualidade

Por isso, a mais bela aventura que duas pessoas podem se decidir por trilharem juntas é a de aprenderem a amar através do corpo, de se apoiarem e se acompanharem nessa bela e às vezes desafiante jornada de refinar a experiência do amor entre humanos.

Especialmente quando esta é uma escolha madura, daqueles que já não sentem ansiedade pelo que não foi vivido, que já não depositam esperança num amor romântico e messiânico, mas optaram por aprofundar o valor de caminhar pela vida em boa companhia, pois a jornada do amor muitas vezes é dura e inevitavelmente teremos que lidar com nossos próprios buracos internos, cavados pelos momentos que nos faltaram amor. Nossas dores, nossos gatilhos emocionais, nossos vícios, nossos medos, tudo será olhado de frente ao longo dessa jornada.

O autoconhecimento é essencial para manter o vínculo erótico vivo em relacionamentos de médio e longo prazo.

Conhecer a si mesmo, sua história, suas dores e conhecer a história e as dores da/o sua/seu companheira/o é essencial para que os campos da vulnerabilidade e a dimensão da horizontalidade estejam sempre presentes, nutrindo o vínculo afetivo e a intimidade do casal.

Essa é uma parte muito bela e essencial na vida de um casal, fala diretamente da coragem que algumas pessoas ousam ter, que é a coragem de ser humano e escolher amar.

O Amor Erótico, a expressão do amor entre amantes.

E o que chamamos de amor pode ser expresso e vivido de infinitas maneiras, existe o amor de um filho por uma mãe, de uma mãe por um filho, de pai, de irmão, de amigo, de professor, de aluno, de mestre, discípulo, terapeuta, existe o amor por si mesmo ou si mesma, mas tem também um amor que você vive só com aquela pessoa que decide dividir seu corpo mais íntimo, este amor é bem diferente de todas as outras expressões de amor e pode ser chamado também de sexo, mas aqui nós falamos apenas Amor Erótico ou “amor expresso pelos corpos”, que é o que realmente caracteriza os amantes.

O corpo, em todos nós, é a parte mais “densa” da experiência humana intrapessoal, pois é a nossa matéria palpável, onde se instalam os registros mais profundos da nossa persona e, por isso, a parte mais difícil de transformar, de amadurecer, especialmente se compararmos com nossas emoções e pensamentos.

E quando o assunto é sexo, especialmente para casais que estão compromissados em construir uma história juntos, o tema é sempre um desafio, além de ainda ser um enorme tabu para muitos, é quase sempre envolto por crenças e muita desinformação, isso se soma a história e as dores pessoais que cada um viveu quando teve coragem de amar. De alguma forma, todo esse conteúdo orbita em torno da sexualidade e, muitas vezes, sequestram a capacidade de nos abrirmos mais profundamente ao amor, especialmente a essa qualidade de amor que também chamamos de amor erótico, ou sexo.

O casal que decide trilhar um caminho de amadurecimento sexual em boa companhia

O caminho é justamente esse, a coragem e o compromisso que colocam duas pessoas no movimento de crescimento, de desvendar essa dança onde esse amor particular, expresso pelo encontro de dois corpos, possa encontrar seu espaço no vínculo do casal, possa permanecer vivo, nutrido e até mesmo tornar-se um guia dos amantes.

O sexo é a vitalidade dos amantes que conhecem seus próprios limites e que os praticam em forma de diálogo, transparência e bons acordos.

O sexo é a porta para a vida adulta

Quando um jovem começa adentrar as experiências da vida adulta ele se encontra com a sua sexualidade que; se vivida de maneira saudável, é uma porta para adentrar os mundos da sua própria individuação; de tornar-se único diante da vida, diante de sua família de origem, diante daqueles que o conceberam e o criaram. Neste momento crucial do crescimento de um ser humano, o sexo pode ser um ato de secção entre a vida infanto-juvenil e a vida adulta, entre a vida daquele que depende de outros adultos para viver e aquele que se torna um adulto e pode, inclusive, optar por conceber e criar outros seres humanos, o que, novamente, é uma das possíveis especialidade deste amor vivido entre dois amantes.

O sexo nunca é estático, ele é puro movimento!

Outro ponto preciso do sexo na jornada dos amantes é que ele é sinônimo de movimento, o sexo nunca é estático; ele tem um profundo vínculo com a vida emocional, com a idade, com os ciclos do corpo e da vida. Inevitavelmente o sexo em relacionamentos de médio e longo prazo é sobre impermanência, sobre aprender, inicialmente, a identificar o ritmo da música que está tocando no momento presente e, independente se o que toca é heavy-metal, funk, samba ou uma canção de ninar, a diferença está no casal que está sempre disposto a dançar.

O casal que cuida da sexualidade reorganiza seu vínculo de amor

Justamente porque se dedicam a cuidar do ponto de secção; da parte do vínculo que diferencia a expressão de amor dos amantes de todas as outras possíveis expressões de amor que a vida nos oferta. E o mais delicioso de tudo isso é que esta jornada pode ser feita na companhia jovial de Eros, do prazer, das fantasias, dos jogos eróticos e de sedução, de todo esse universo intrigante que habitam os desejos mais íntimos de cada um que, dentro de um vínculo de amor e confiança, podem naturalmente encontrar um espaço lúdico de manifestação, um espaço livre de medos, de julgamentos e condicionamentos distorcidos, onde o guia é a misteriosa força do encontro, que se apresenta quando duas espontaneidades compartilham de sua infinita diversidade, a dança entre dois corpos, dois sexos, dois corações e duas almas.

Escrito a 4 mãos por Pema e Thiago, terapeutas, criadores da página @intimidadeconsciente

Conheça mais o Instituto Aripe e seus cursos:

A jornada terapêutica “Reconstruindo nosso Casamento” foi desenhada pelo Psicólogo e Best Seller Alexandre Coimbra Amaral; para aqueles que estão em sofrimento por sucessivas crises no relacionamento conjugal e que buscam caminhos de reencontro.
A jornada está aberta para quem deseja participar como casal ou individualmente.

A participação não substitui a psicoterapia ou análise para casais, mas é um importante complemento no processo de lidar com a crise no relacionamento.

Saiba mais sobre esse curso online de terapia de casal em: https://aripe.com.br/reconstruindo-nosso-casamento/

O Instituto Aripe é uma plataforma de cursos online de psicologia para quem busca aperfeiçoamento profissional ou aprofundamento nos assuntos que abordamos. Somos o lugar de encontro de pessoas que acreditam na busca do conhecimento como forma de crescimento pessoal e potencialização da prática profissional. Através de um olhar sistêmico abordamos temas relativos a terapia de casal, teoria do apego, puerpério e parentalidade em nossos cursos.

Curso para casais em crise; terapia de casal; crise no casamento; terapia de casal; como lidar com a traição; terapia para casais; crise no relacionamento; análise para casais; psicoterapia para casais/casal

 

Reconstrua a sua relação

A jornada terapêutica online Reconstruindo nosso Casamento foi desenhada pelo Psicólogo e Best Seller Alexandre Coimbra Amaral a partir da sua experiência de mais de 20 anos com terapia de casais.

Para aqueles que estão em sofrimento por sucessivas crises no relacionamento conjugal e que buscam caminhos de reencontro.

A jornada está aberta para quem deseja participar como casal ou individualmente.