Escuta Clínica no Puerpério

Muitas vezes, nós que somos profissionais de saúde, às vezes, inclusive psicólogos, que atendemos famílias não temos conhecimento prático sobre o puerpério. Não temos conhecimento teórico sobre o puerpério e não há necessidade de você ter sido mãe para trabalhar com isso.

Mas se você atende mulheres que vivem esse período, você pode se perguntar:

“Como tem sido meu acolhimento a essas mulheres?”

Porque o mais comum, se estamos fora do campo da psicologia e a mulher apresentar algum tipo de sintoma que possa parecer uma tristeza a mais, um medo a mais, uma raiva a mais falaremos o seguinte:

“ olha, isso você tem que ver com o psicólogo, olha isso você tem que ver com psiquiatra”, “procure outro profissional”.

Mas existem outras coisas que podemos fazer nesse momento, existem formas de construirmos um acolhimento para essa escuta desse sofrimento.

Escutar sofrimento humano não é uma coisa exclusiva de psicólogas e psicólogos.

Escutar sofrimentos puerperais é uma coisa com que todos os profissionais e todas as profissionais de saúde que trabalharem nessa fase da vida, vão se deparar, certamente.

Porque uma puérpera não vai trazer só os seus exames, ela vai trazer a sua história.

As pessoas são histórias e escutar histórias, significa ter curiosidade pelos fenômenos que essas histórias trazem.

Entender a saúde de uma forma integral. E o que significa isso?

Complexificar o seu jeito de olhar para os ser humano, colocar ali dentro da sua caixinha tradicional da sua profissão ou da sua abordagem psicológica, quais são os tipos de sofrimentos mais comuns dessas mulheres.

Como a cultura costuma lidar com eles?

Como os homens costumam lidar com eles no casamento?

Como as mães dessas mulheres costumam lidar com esses sofrimentos de forma transgeracional? Conversando sobre como era na época delas, a diferença da maternidade que as filhas escolhem.

Tudo isso são elementos e muitos outros de uma ampliação da consciência que qualquer um de nós, profissionais de saúde, pode construir sobre o puerpério.

Vale a pena entender melhor sobre isso.

Você vai se sentir dando mais espaço para que isso aconteça nas suas consultas, nos seus encontros com essas mulheres.

Então, vai ter a sensação de mais prazer no exercício da profissão, porque você vai se sentir mais útil nessa fase tão complexa da vida.

E isso não vai negar, em absoluto, a transdiciplinaridade e a multiplicidade de ações profissionais no momento em que por exemplo, você achar importante derivar para um psicólogo, derivar para um psiquiatra ou qualquer outro tipo de profissional terapêutico.

Conhecer o puerpério para escutar

Então, conheça essas dimensões do puerpério, integre tudo isso a sua escuta permita que as mulheres falem de si e das suas histórias.

E não somente da queixa, específica, que ela costuma trazer no encontro profissional com você.

O puerpério representa um período de profundas transformações, dentro de um processo inteiramente complexo, repleto de grandes desafios e possibilidades.

O curso Psicologia do Puerpério aqui do Instituto Aripe, trabalha esse e outros temas de relevância. Você já conhece esse curso? Conta para gente!

Até mais!!!

por Alexandre Coimbra Amaral, Psicólogo, Mestre em Psicologia pela PUC do Chile Terapeuta de Casais, Famílias, Grupos e Comunidades. Ele conduz o Curso de Psicologia do Puerpério com um time incrível.

O curso online “Psicologia do Puerpério” é para quem tem vontade de conhecer com profundidade, a psicologia perinatal, o processo emocional da mulher, do bebê, da díade formada entre a mãe e o seu filho, da família e das pessoas em torno da grande novidade que é o nascimento de um bebê.

Para profissionais que já trabalham com gestantes, parturientes e puérperas, estudantes das áreas de saúde, educação e ciências humanas, como formação complementar, já que é um tema quase nunca exposto nos cursos de graduação como conteúdo básico.

Saiba mais em: https://aripe.com.br/psicologia-puerperio/

O Instituto ARIPE é uma plataforma de cursos online de aperfeiçoamento e aprofundamento profissional de psicologia, cursos complementares e educação continuada a distância para psicólogas (EAD), psicanalistas, terapeutas individuais, psicoterapeutas, psicopedagogas e interessados pelos assuntos.