Estamos iniciando uma nova série de vídeos aqui no Instituto Aripe! Ampliando nosso alcance para a temática dos casais. Aspectos relativos ao relacionamento conjugal estão presentes no dia-a-dia de uma grande parte dos profissionais que nos acompanham.

Nesse primeiro vídeo Alexandre aborda aspectos da escuta de casais que trazem sua crise na interação com psicólogos, educadores e outros profissionais que lidam com esse público.

Escutando a Crise de um Casal

Hoje quero conversar com você, que não é terapeuta de casal, mas que em algum momento precisa ter um encontro com o casal para tratar de uma questão correlata com a sua atuação profissional. Ou se você é de uma escola e tem que falar com os pais de uma criança, que você precisa conversar de uma questão que está acontecendo no ambiente escolar. Ou se você é um terapeuta individual, que em algum momento vai receber o cônjuge de sua/seu paciente. Ou trabalha em uma instituição de saúde qualquer e como parte de sua prática profissional, você vai acolher aquele casal.

Então, num dado momento, você está conversando com aquele casal e eles começam a discutir na sua frente. Como se você não estivesse ali, como se não estivesse fazendo parte daquele diálogo. Isso é muito comum nessa experiência.

A postura do profissional na escuta

Quero salientar aqui que muitos de nós ficamos constrangidos de testemunhar esse tipo de discussão. Porque nós viemos de uma construção cultural de que o casal é uma célula muito íntima dos agrupamentos sociais e de que dela não podemos nos aproximar. E que todos esses debates e discussões não nos cabe.

Nesse caso, quando você está com foco naquela entrevista, naquele encontro com aquele casal e eles começam um debate acalorado, que talvez esteja refletindo uma crise que eles estejam vivendo naquele momento. Se você se der um minuto, como se estivesse dando um passo para trás, observe aquela situação, escute aquilo sem nenhum receio de estar naquele diálogo, de fazer parte daquilo.

Converse consigo e se pergunte o seguinte: Qual meu papel nisso aqui?

Será que eles estão me entregando esse conteúdo, essa forma de se relacionar, com qual objetivo? Algo que talvez eles nem saibam. Por que isso está acontecendo ou melhor para quê isso está acontecendo?

Porque muito provavelmente aquele debate que eles estão tendo ali vai ajudar você e eles a compreenderem o contexto que está trazendo eles até você. Quando acontecem essas coisas, às vezes, é uma revelação para você e para eles sobre o estado em que estão, sobre o nível de desencontro que eles têm convivido, talvez, não manifesto entre eles. Das dificuldades que estão muito fortes para se resolver um determinado problema.

Se você tiver dúvida sobre a função daquela conversa…

Se você tiver dúvida sobre a função daquela conversa, interrompa gentilmente e comece a conversar com eles. Mas o que vocês acham, isso que está acontecendo aqui tem a ver com que nos trouxe nesse debate. O que significa essa forma de vocês conversarem aqui? Ou até mesmo o conteúdo do que vocês estão conversando se relaciona com esse debate que eu os convidei para construirmos juntos? E abrir isso como uma pergunta genuína, como uma curiosidade sincera, para você conhecer melhor que aquele casal está se desenvolvendo nesse momento. Porque uma coisa muito séria quando o casal vive uma situação dessa na frente de outro profissional, é a vergonha de não se apresentar diante de um diálogo que deveria ser mais fluído, de não se apresentar de forma mais equilibrada, por exemplo.

Então diante da vergonha, a empatia, a compreensão, pelo menos a abertura para compreender esses fenômenos ajuda muito. Talvez esse seja o início de uma conversa sobre como sair desse imblóglio. Então é a nossa postura diante desse testemunho, que pode construir um cenário bem diferente para essa conversa e para esse objetivo que trouxe esse casal a conversar com você.

A gente vai continuar conversando disso nos próximos vídeos que vamos disponibilizar aqui sobre esse tema de dialogar com Casais em Crise.

 

 

Baixe o E-Book – Desenvolvimento Saudável da Criança 0-3

1 Comentário
  1. fabiana amorim 3 meses atrás

    PERFEITO.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTATO

Para nós é importante saber como você está se sentindo com as informações que estamos compartilhando. Você pode mandar uma mensagem falando de que forma esse conteúdo lhe tocou.

Enviando

©2018 Instituto Aripe - pós Parto e Puerpério Desenvolvido por V12 Brasil Marketing Digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?