“Luã (5) falando com um amigo, no skype:

– Então eu tinha dois pássaros aqui em casa, que ganhei de aniversário! Mas um se perdeu, o outro se morreu.

– É Luã? Que pena.. E você jogou no lixo?

– Nããão! Eu plantei com minha mãe!!!” .


Essa frase nunca mais foi esquecida por aqui. Ela me trouxe a possibilidade de renarrar aquilo que se perde, aquilo que se vai.

Em lugar do doloroso adeus que encerra e enterra definitivamente uma historia; a possibilidade da transmutação, da semente que leva consigo nossas esperanças de que outras historias nascerão daquela que foi plantada.

Depois desse diálogo eu decidi dentro de mim que já plantei muita gente querida.

Volto de tempos em tempos para cheirar suas flores e me nutrir de seus frutos.

Também já plantei ideias e histórias que não me faziam mais sentido, pra ver se nasciam outras mais íntegras….

Que eu possa seguir por essa vida aprendendo a lua certa pra plantar minhas dores e desilusões;

Além dos amores que já cumpriram seus caminhos; esperando ser surpreendida pelas cores que virão depois…

Que eu aprenda a cada dia a entregar ao ventre fecundo da Terra; o que precisa de seu abraço que acalma, nutre e acalenta o que virá; consolando as lágrimas na próxima primavera, que nunca cessa de chegar.

Por Daniela Leal, psicóloga – @danypleal

Arte: Anna Cunha

Dance com seu Bebê em Casa – Dance Mãe e Bebê com Ana Zanesco

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTATO

Para nós é importante saber como você está se sentindo com as informações que estamos compartilhando. Você pode mandar uma mensagem falando de que forma esse conteúdo lhe tocou.

Enviando

©2020 Instituto Aripe - pós Parto e Puerpério Desenvolvido por V12 Brasil Marketing Digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?