• Por Priscila Castanho

O que é o pós-parto?

O Pós-Parto é um período onde muitas mulheres descobrem que nada lhe foi dito sobre ele….
Em tempos de muita informação, Internet pra todo lado, aplicativo pra tudo.  No entanto, para o Pós-Parto o que se tem é apenas ele próprio com toda sua intensidade e idealização da maternidade. Uma forma de maternagem e paternagem criada pela nossa ilusão do desconhecido.

Uma geração que foi criada com a ideia de que dar colo demais prejudica o desenvolvimento do bebê, que vai “mimar”…

Hoje estão se tornando pais e mães que desejam fazer “diferente ” …. Cada vez mais se ouve falar de criação com apego, cama compartilhada, amamentação em livre demanda, BLW, música para bebês, dança, massagem.  Quem diria, até cinema com trocador dentro da sala, com uma sessão especial para mães com bebê. Que maravilha!!!

Mas ainda sobre o puerpério NADA!

No Pós-Parto entramos em contato com algo que não é falado e muito menos sentido no nosso dia-a-dia.
Entramos em contato com o nosso lado animal, esse lado pode ter aparecido um pouco no Parto. Se esta mulher teve a oportunidade de parir. Mas é no pós-parto que ele mostra as caras, vem com tudo !!! Isso mesmo nosso lado animal chega!!!

E o que fazer?!?

São tantas informações, tantos grupos de apoio, tantas atividades para mães e bebê.. ..
Afinal nós já descobrimos que dar colo não “estraga o bebê “.
Novas famílias estão surgindo com o olhar de estar mais disponíveis para seus bebês, mas como lidar com isso?
Talvez uma boa alternativa para lidar com tanta intensidade seja voltar para a caverna, ficar no ninho, conhecer sua cria…

Ter tempo de dar tempo ao tempo.

Reconhecer essa nova família que se forma.
Se re-conhecer como bicho…
Descobrir seus instintos e sentir o Pós-Parto de forma inteira. Conectar-se com o sentir instintivo. E viver este momento com toda a intensidade que lhe cabe, percebendo que no mundo animal não há forma e nem jeito certo de fazer. Experimentar sensações nunca vividas e ver que ser bicho faz parte da nossa história. Quando chega um bebê podemos viver isso com entrega, confiança, amor e saber que a conexão é única.. tem seu tempo… tem seus desafios….
Ajuda neste momento é essencial, mas sem interferir nesta nova fase.
Deixando que essa nova família se forme com suas escolhas e sensações vindas do seu lado animal.
Assim talvez o pós parto seja um momento intenso como deve ser, profundo e acolhedor com suas falhas. E vamos perceber que temos a grande oportunidade de experimentar o não controle da vida.

Priscila Castanho, doula de parto e pós-parto, massoterapeuta, criadora do Abraço Materno, atende mães e bebês, é ainda aluna da primeira turma do Curso de Psicologia do Puerpério do Instituto Aripe.

O pós-parto nos tempos de hoje

Foto em destaque da fotógrafa Juliana Queiroz do Projeto A qualquer Hora em qualquer lugar.

Leia mais em https://aripe.com.br/colo-estraga-o-bebe/

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTATO

Para nós é importante saber como você está se sentindo com as informações que estamos compartilhando. Você pode mandar uma mensagem falando de que forma esse conteúdo lhe tocou.

Enviando

©2018 Instituto Aripe - pós Parto e Puerpério Desenvolvido por V12 Brasil Marketing Digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?