Eu sei que você tentou de todas as formas. Sei que insistiu, lutou. Ajustou aqui e ali. Mas a conta não fechava. Um muro se ergueu, vocês se distanciaram e não teve conversa que resolvesse e nem ponte que conectasse vocês novamente.

Falo com você que decidiu se separar.

Você que perde noites pensando nos filhos, preocupada se a separação vai fazer o pai se afastar deles.

Você que agora tem que se acostumar com alguns finais de semana sem os filhos.

Você mesma que sente o coração apertado e as lágrimas escorrerem por ter que dividir o Natal, a Páscoa, o dia das crianças e os aniversários.
Não posso nem imaginar o que é passar por isso em uma sociedade que insiste em não encarar essa decisão como algo natural quando não existe mais jeito de caminhar juntos. Qual seria a outra opção? Seguir infeliz e mostrar para os filhos que esse é o certo? Claro que não.

Sei que você escuta muita gente dizer que deveria ter insistido mais, ou perdoado, ou entendido o jeito dele quando na verdade não dava mais.

Esqueceram de um pequeno detalhe: o limite quem define é você.

Mas eu só queria lhe dizer que só de você ter chegado até aqui, de ter de fato agido já significa que você é uma mulher incrível. Assumir que o relacionamento não deu certo e tocar em frente é para poucas.

Com certeza duas coisas preciosas para ser feliz não te faltam: coragem e amor à vida.

Por isso foque em usar esses finais de semana que eles estarão com o pai para fazer algo para você. Eu sei, no início não deve ser fácil ver a casa vazia. Mas se concentre em fazer coisas que você ama. Não há nenhum mal nisso, muito pelo contrário.

Se o pai vai se afastar ou não? Isso não depende de você.

As únicas atitudes que você pode controlar são as suas. Foque na relação com os seus filhos sem desconstruir a história deles com o pai. Agindo assim você passará segurança para eles. Oferecerá saúde emocional.

Sim, eu sei que que é difícil passar segurança quando nos sentimos inseguras. Mas acredite, o tempo vai aos poucos mostrando os caminhos para você conseguir ver novamente o céu todinho azul.

E seus filhos? Sempre, sempre estarão com você. Dentro do seu coração. Presentes ou não.


Texto: @maeforadacaixa

Fotografia de @annamoller_

Dance com seu Bebê em Casa – Dance Mãe e Bebê com Ana Zanesco

1 Comentário
  1. Fernanda Espindola Oliveira 8 meses atrás

    Nossa que texto maravilhoso! Contém tudo o que há dentro de mim.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTATO

Para nós é importante saber como você está se sentindo com as informações que estamos compartilhando. Você pode mandar uma mensagem falando de que forma esse conteúdo lhe tocou.

Enviando

©2020 Instituto Aripe - pós Parto e Puerpério Desenvolvido por V12 Brasil Marketing Digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?