Pré-natal psicológico para além do pré-natal psicológico

A médica psiquiatra Patrícia Piper, especialista em perinatalidade, fala a respeito do atendimento pré-natal psicológico e suas especificidades.
perinatalidade-cursos-online-psicologia

A medicalização do ciclo gravídico puerperal é uma realidade que vem sendo desvelada em múltiplas frentes. A redução da experiência de ter filhos à biologia, ao vocabulário médico, às regras da embriologia, à racionalização e à patologização, somados à matriz cultural fortemente patriarcal; que anula a expressividade da diversidade de emoções humanas – é o cenário perfeito para o esvaziamento e padronização da própria experiência em si.

Assistência em sua integralidade

Abordar a gestação pelas típicas alterações fisiológicas não abarca toda a complexidade do momento; e a psicologia perinatal tem experimentado na clínica com mulheres grávidas a necessidade de ferramentas específicas e peculiares que rompam com modelos prontos e impositivos de maternar e alargue a assistência à integralidade.

Assim, a ideia do pré-natal psicológico se apresenta como uma modalidade de assistência ao ciclo gravídico puerperal que não só complementa os cuidados obstétricos mas dialoga com fundamentos essenciais do cuidado à saúde física e mental e abre espaços de discussão sobre modelos parentais e de educação.

O pré-natal psicológico

Estruturado de forma coletiva ou individual, o pré-natal psicológico objetiva abordar questões subjetivas da parentalidade em encontros temáticos; ampliando a percepção dos genitores sobre a gestação em si, a chegada do bebê, mas também sobre eles mesmos, suas expectativas, medos, inconstâncias e certezas. Pode ser compreendido como o espaço que se faz chão para que toda a diversidade de pessoas, corpos, famílias, emoções, sistemas e  pensamentos existam sem medo de se revelar.

Costumamos pensar em encontros teóricos com pauta, roteiros e conteúdos pré-definidos – e isso tem muito valor! – mas convido a reflexão: quando adotamos esse modelo, o que de fato estamos fazendo? Oferecendo um diálogo com a informação que se articule nas subjetividades ou estamos apenas reforçando o lugar do saber científico?

A padronização da experiência

Temos visto a psicologia perinatal e a ferramenta do pré-natal psicológico se ocupando exatamente de reproduzir a forma hegemônica do discurso, embora traga conteúdos novos. Como se fosse apenas um upgrade no visual, “sou a mesma, mas os meus cabelos!”… Perpetuamos assim a mesma lógica de padronizar experiências e colocamos novos dilemas às mulheres, que se sentem convidadas a viver a maternidade sob novas regras. Não é a toa que temos assistido tantas e tantas mulheres desconfortáveis nos seus processos de maternar; e até mesmo desconectadas e doentes, mesmo quando elas estão “fazendo tudo certo”: “estou amamentando; meu filho dorme na cama comigo; criamos ele com apego”… e por aí vai.

Então, fica a provocação. Para além do que é científico e maravilhoso nessa ferramenta, como a prevenção, diagnóstico e tratamento de transtornos mentais maternos, o que mais temos oferecido? Nossa assistência e suporte têm ido além da forma hegemônica de refletir o próprio pensamento científico?

por Patrícia Piper, psicoterapeuta, médica psiquiatra especializada em perinatalidade. Ela conduz o Curso de Psicofarmacologia para Profissionais da Saúde e também faz parte do Curso de Psicologia do Puerpério.

Psicofarmacologia para Profissionais da Saúde

O curso online “Psicofarmacologia para Profissionais da Saúde” foi desenhado para psicólogas, psicanalistas, terapeutas individuais, psicoterapeutas, educadoras perinatais, obstetrizes, obstetras, enfermeiras obstetras e cuidadores em geral que desejam desenvolver uma visão crítica sobre a medicalização; levando em conta os personagens envolvidos na prescrição farmacológica.

O conteúdo foi estruturado para trazer uma visão crítica sobre medicamentos psiquiátricos, tratamento terapêutico, prescrição farmacológica, remédios psiquiátricos e seus efeitos colaterais e a importância da psicofarmacologia para psicólogos.

Saiba mais sobre esse curso online para psicologos em: https://aripe.com.br/psicofarmacologia/

O Instituto ARIPE é uma plataforma de cursos online de aperfeiçoamento e aprofundamento profissional de psicologia, cursos complementares e educação continuada a distância para psicólogas (EAD), psicanalistas, terapeutas individuais, psicoterapeutas, psicopedagogas e interessados pelos assuntos.

Imagem: Elliana Allon